Inicia 43º Assembleia Diocesana de Pastoral

Iniciou, hoje, terça-feira (07) e segue até amanhã, quarta-feira (08), a 43ª Assembleia Diocesana de Pastoral da Diocese de Cruz Alta, momento de avaliação da caminhada e reforçar ações que estão sendo colocadas em prática nas paróquias da Diocese. Neste ano, a assembléia concentra as atividades em torno do 19º Plano da Ação Evangelizadora, com ênfase na Iniciação a Vida Cristã, caminho proposto pela Igreja. O tema é abordado pelo Diácono Ricardo Rossatto, assessor do primeiro dia da assembleia.

O Bispo Diocesano Dom Adelar Baruffi, na abertura da assembleia, apontou cinco pontos importantes sobre a assembleia. 

1.A 43º Assembleia Diocesana situa-se dentro da caminhada pastoral da Diocese. Estamos vivendo nosso 19º Plano da Ação Evangelizadora. Ela tem o objetivo de avaliar a caminhada, a partir das cinco urgências propostas no Plano. Já caminhamos dois anos com este horizonte, que a todos nos une. O nosso Plano de Ação Evangelizadora dá o rosto, o jeito de ser e viver de nossa Igreja Particular.

2.Neste tempo, iluminados pelas reflexões que estão sendo cada vez mais claras a nível de Igreja no Brasil e no Rio Grande do Sul, motivados pelo Magistério de nosso Papa Francisco, quisemos, na Assembleia do ano passado, fixarmos nosso olhar, nossa atenção prioritária na Iniciação à Vida Cristã, como eixo que unifica, congrega, todas as outras dimensões da evangelização. A Iniciação à Vida Cristã precisa incluir as outras urgências, ao mesmo tempo que as outras urgências a supõem (cf. Doc. 17, n. 64). Nesta Assembleia devemos nos perguntar, a partir das avaliações realizadas nos Conselhos Paroquias de Pastoral, se já conseguimos compreender o que isto significa e a abrangência deste projeto. Já conseguimos compreender que a celebração dos sacramentos é o ponto alto da evangelização, mas que supõe um caminho de evangelização, de formação do discípulo de Jesus Cristo que una fé e vida? Com certeza, uma agenda paroquial alicerçada unicamente na celebração dos sacramentos, por si só, não é suficiente hoje para formar os cristãos.Portanto, devemos nos perguntar em que precisamos avançar. Todas as pastorais, serviços, movimentos e ministérios devemos nos perguntar como estarmos conectados, a serviço da Iniciação à Vida Cristã.

3.Outro ponto importante que nesta Assembleia queremos aprofundar é o nosso método pastoral. Como funcionam nossos Conselhos? Como os leigos e leigas são envolvidos, de maneira corresponsável, na ação evangelizadora? Com certeza, vale repetir o que já conhecemos: o “como” realizamos nossa missão também é conteúdo da evangelização. Como podemos nos ajudar neste sentido? Como planejamos, aprofundamos, encaminhamos, acompanhamos, celebramos e avaliamos?

4.Muito importante, também, é nosso convívio. Como nos diz a Escritura, “oh, como é bom, como é agradável para irmãos unidos viverem juntos” (Sl 132,1). Todos são participantes ativos da Assembleia. Convivemos, rezamos, aprofundamos os temas e tomamos decisões juntos. Manifestamos a comunhão diocesana, que continua em cada uma das paróquias da Diocese. 

5.Enfim, nossa Assembleia quer reafirmar, com novo vigor, que a Iniciação à Vida Cristã “seja um eixo unificador, uma bússola que direciona os esforços de toda a Igreja no Brasil, em sua tarefa de renovação pastoral para maior fidelidade à missão que o Senhor nos confiou” (CNBB, Iniciação à Vida Cristã, Doc. 107, n. 248)


Publicada em 14/11/2017 às 10:06:04

Mitra Diocesana - Rua Duque de Caxias, 729 - Cruz Alta RS, 98005-200 - (0xx)55 3322-6920